PAE - UM RECANTO DE PAZ

UM REDUTO DE PAZ DE "MARIA DOLORES"

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Da organização no Centro Espírita




Na administração da Casa Espírita não há sacerdócio organizado, o que há é um grupo de diretores eleitos legalmente pelos sócios da Instituição, para representá-la e dirigi-la, por um período estipulado pelos seus estatutos, sem, entretanto, receberem pelos cargos que ocupam nenhum salário ou benefício, a não ser os seus direitos e deveres, como qualquer outro sócio.

Segundo princípios morais que regem a Doutrina dos Espíritos, o que deve prevalecer para a escolha da diretoria são os conceitos “intelecto-moral”, esperando-se que cada membro que venha a assumir o cargo, esteja imbuído de boa vontade, amor ao próximo e interesse na divulgação do Espiritismo.

Há um adágio popular: “Faça felizes os que estão próximos e os distantes se aproximarão”. No caso, “fazer felizes os que estão próximos”, seria a diretoria não fugir aos princípios codificados por Allan Kardec, dirigir sem autoritarismo, usando o poder integrativo oriundo da convivência pautada em princípios de sinceridade, igualdade e fraternidade.  Assim, os “próximos se sentiriam felizes” e os “distantes se aproximariam” porque perceberiam a prática da verdadeira justiça, do trabalho dignificante, além de sentirem um clima de honestidade e camaradagem, ou seja, o verdadeiro princípio Espírita prevalecendo, em contrapartida à posição egoísta que poderia deixar “infelizes os próximos”, afastando-os, e não “atrair os distantes”, deixando a Instituição sem sucessores.

Que possamos atentar para estas particularidades Cristãs, a fim de que o Centro Espírita não fique entregue ao mau exemplo, pois, desta maneira não representaria  a verdadeira moral que o Espiritismo propaga.

Cachoeiro de Itapemirim,  ES
Domingos Cocco
Rua Raul Sampaio Cocco n° 30
Antiga Neca Bongosto  – Bairro Sumaré
Telefone: (028) – 3522-4053  - CEP 29304-506

Cachoeiro de Itapemirim – Estado do Espírito Santo