PAE - UM RECANTO DE PAZ

UM REDUTO DE PAZ DE "MARIA DOLORES"

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Parábola da Candeia (Lucas, 08:16-18)

Arnaldo Rocha 


Ninguém acende uma candeia
E acaba agindo desse jeito:
Ocultando-a com um vaso,
Ou a colocando sob o leito;

Põe-na sobre um velador
Para que possa iluminar
A todos que na residência
Estejam, ou vierem a entrar.

Porque nada há de secreto
Que não venha a ser divulgado,
E, também, nada há de oculto
Que não venha a ser revelado.

Portanto, vede como ouvis,
Pois, ao que tem, ser-lhe-á dado,
E, ao que não tem, até o que tem,
Certamente, ser-lhe-á tirado.