PAE - UM RECANTO DE PAZ

UM REDUTO DE PAZ DE "MARIA DOLORES"

terça-feira, 1 de setembro de 2015

Prova da Riqueza (Mateus, 19:16-26)

Arnaldo Rocha



Um jovem buscou a Jesus













Porém Jesus lhe disse:
E, quando se aproximou,
- Se queres a perfeição,
Dirigindo-Lhe a palavra,
Vai e vende o que tens,
Assim se pronunciou:
E aos pobres dá, então.


- Bom e amado Mestre,
E terás um tesouro,
De que forma devo agir
No céu, acumulado;
Para que a vida eterna
E, após, vem e me segue.
Eu possa adquirir?
Falou-lhe o Mestre amado.


E Jesus lhe respondeu:
Ouvindo essas palavras,
- Por que Me chamas bom?
O jovem foi-se embora
Bom, tão-somente, é Deus.
Triste e desconsolado
Falou-lhe, portanto, nesse tom.
Naquela mesma hora,


- Se queres entrar na vida,
Porque possuía muitos bens
Guardes os mandamentos.
E não estava preparado
- E quais são eles, Senhor?
Para se desfazer de tudo
E Jesus disse os fundamentos:
O que havia conquistado.


- Não cometerás adultério,
E, voltando-se, disse aos discípulos:
Como também não matarás,
- Em verdade, vou lhes falar:
Não darás falso testemunho,
É difícil para um rico
Nem tampouco furtarás;
No reino dos céus adentrar;


Ao teu pai e a tua mãe,
Em verdade, é mais fácil
Igualmente, honrarás
A um camelo passar
E, como a ti próprio,
Por um buraco de agulha
O teu próximo amarás.
Do que um rico no céu entrar.


O mancebo replicou-Lhe:
Seus discípulos, espantados,
- Desde cedo tenho guardado
Perguntaram-Lhe, por fim:
Todos esses mandamentos;
- Quem pode, então, ser salvo?
O que mais tem me faltado?
E Jesus respondeu-lhes, assim:


- Isto, para os homens,
Decerto que é impossível;
Contudo, não para Deus,
A Quem tudo é possível